As tendências das comemorações de fim de ano sob a influência de 2020

dezembro 22, 2020

2020 promoveu mudanças significativas em todos os aspectos da nossa vida e em todos os nossos hábitos: compras, alimentação, trabalho, lazer, esporte, convivência, comunicação e festividades. Aliás, este último assunto ganha ainda mais força, agora, com a chegada do Natal e do Réveillon. Para compreender o reflexo deste ano nestas festas e ficar por dentro das tendências, convidamos o Supervisor Técnico em Panificação e Confeitaria, com 35 anos de profissão, Ronaldo Vicentino que compartilha também as experiências vivenciadas em 2020 e as expectativas do setor para 2021.

Do Lado Doce da Vida - O ano foi turbulento e trouxe grandes mudanças de hábitos. Essa realidade reflete nas celebrações de fim de ano?
Ronaldo Vicentini - Ainda que estejamos no período de isolamento, tenho certeza que vai haver celebração. Porém, com alguns cuidados, por exemplo, viagens, shows e aglomerações.

Do Lado Doce da Vida - As comidas têm papel importante nas celebrações. E passado um ano com muitos desafios e adaptações obrigatórias, essa história vivida em 2020 influencia os pratos do réveillon e para comemorar a entrada do novo ano?
Ronaldo Vicentini - O mercado está sempre em transformação. A cada dia surge uma nova receita ou uma forma inovadora de preparar uma sobremesa. Baseado nessas informações, acredito que essas adaptações não serão um empecilho para manter os pratos tradicionais de réveillon e manter a tradição.

Do Lado Doce da Vida - E sobre as receitas, quais são as tendências para este Natal, Virada e primeiro dia do ano?
Ronaldo Vicentini - O Brasil é um país riquíssimo, inclusive, no quesito gastronômico e isto faz com que lance tendência aliada à criatividade. Por exemplo, para o Natal, os panettones tradicionalmente nas mesas tomam uma versão gourmet. Sendo eles trufados e fazendo variações de recheio, trocando os tradicionais recheios de frutas cristalizadas, uvas passas e gotas de chocolate por outros insumos, como: nozes, cerejas, castanhas e outros.

Para a virada do primeiro dia do ano, o Naked Cake esteve presente em anos anteriores, a tendência, hoje, é o bolo de frutas vermelhas com a cobertura glaçagem ou como é conhecido a cobertura vidrada, decorado com frutas.

Do Lado Doce da Vida - As matérias-primas das receitas da virada deste ano possuem algum diferencial dos demais anos?
Ronaldo Vicentini - Sim, hoje as indústrias se preocupam em desenvolver um produto mais saudável para o consumidor, livres de gordura trans, hidrogenadas e outros processos. Chegando na mesa do consumidor um produto mais saudável.

Do Lado Doce da Vida - Quais ingredientes são simbólicos nas receitas desta época de celebrações?
Ronaldo Vicentini- Segundo a literatura, a Ceia de Natal surgiu do antigo costume europeu de deixar as portas abertas das casas no dia de Natal para receber viajantes peregrinos, e estes, juntamente com a família hospedeira, confraternizavam aquela data tão significativa para os cristãos.

Para essas comemorações não podia faltar uma mesa farta de comida.

Essa tradição se espalhou pelo mundo e cada região acrescentou uma particularidade local, no Brasil nós temos essa diversidade de cultura, fazendo com que nossa mesa venha a ter vários ingredientes simbólicos: frutas cristalizadas, uva passa, nozes, damascos, dentre outros.

Do Lado Doce da Vida - Você nota escassez de ingredientes que usa? E como adaptar?
Ronaldo Vicentini - Com a pandemia, as indústrias estão tendo que se adaptar em relação aos insumos, porque a maioria deles são importados.

Um impacto maior que eu tenho notado são nos produtos lácteos que não chegaram a faltar totalmente, mas se encontravam com teor de gordura menor. Desta forma, tivemos que fazer um balanceamento nas receitas.

Do Lado Doce da Vida - De que modo os produtos já prontos para consumo podem facilitar os preparos das receitas natalinas e da virada?
Ronaldo Vicentini - Eles proporcionam uma padronização, otimizando tempo no preparo, e mantendo sempre o sabor característico do produto em suas receitas, sem oscilação.

Do Lado Doce da Vida - Quais os cuidados que foram acrescentados na manipulação dos alimentos para o preparo das receitas que antes não existiam?
Ronaldo Vicentini - Com relação à manipulação dos produtos, continuamos nas normas da Anvisa. Os maiores cuidados que temos que ter são na hora de transportar. Hoje, os estabelecimentos tiveram que se adequar à situação atual e adotaram o delivery e drive thru, proporcionando um cuidado maior, com embalagem adequada aos produtos, evitando a exposição.

Do Lado Doce da Vida - Quais as expectativas da panificação e confeitaria para 2021?
Ronaldo Vicentini - Pesquisas apontam que sete em cada dez negócios já retomaram pelo menos o mesmo nível de produção e de faturamento do início do ano. Acredito que 2021 será uma nova oportunidade para a gente acreditar, superar e se reinventar.

Do Lado Doce da Vida - Como profissional do segmento de Confeitaria e Panificação, qual sua percepção sobre o comportamento de consumo em 2020 e para 2021?
Ronaldo Vicentini - Em meio a pandemia, os hábitos do consumidor, em 2020, mudaram. Eles querem ficar pouco tempo no estabelecimento, fazer refeições rápidas e saudáveis, tendo o desejo de fazer várias compras de todos os tipos de produtos em um mesmo lugar, em busca de produtos saudáveis. Com isso, houve um aumento na procura de Pães com fermentação natural e funcionais.

Acompanhamos também que o delivery foi fundamental nessa situação atual.

Para 2021, minha perspectiva e análise sobre a mudança do consumidor é que eles continuarão fazendo compras e refeições rápidas, no mesmo lugar. Tendo preferência por produtos em porção menor, tal como pães, bolos e sobremesas.

Sem deixar de citar o delivery como a profissionalização do trabalho, creio no aumento de serviços.

Do Lado Doce da Vida - Qual a mensagem que você, no papel de profissional da Confeitaria e Panificação, pode deixar para outros profissionais desse segmento?
Ronaldo Vicentini - A mensagem que eu deixo é que por mais que as adversidades venham, como esta que estamos passando, não deixemos de ter fé e acreditar que venceremos todas as barreiras. Estando atento às tendências do mercado, criando novas receitas e reciclando sempre. Aproveitando todas as ferramentas digitais para divulgar, pesquisar e criar.

Um abraço a todos!